Meus livros e Romance Estelar

 Sandra Luz - Escritora.

 ROMANCE ESTELAR



Olá  a todos!!! Sandra Luz também  é  Escritora! ... Sim, eu mesma!!! Já  tenho  5 livros escritos e 2 a caminho.... Como diz minha Música da Alma Inspiração

Não  sei se pinto escrevo canto  ou toco... Acho que vou dançar... é  minha alma que chama para me encontrar......

Então  nesta postagem contarei sobre meus livros e você  poderá  acompanhar a escrita do emocionante livro Romance Estelar... que estou em pleno processo de criação  e resolvi mante-lo público  para que acompanhem sua escrita e me contem o que sentem, pois se trata da profunda história de como viemos parar aqui nonprojeto Terra... sim... a história de como seria o processo para encarnar aqui neste planeta em 3a dimensão... acompanhem Romance Estelar mais abaixo.

Então meu 1o livro foi Tiago e o misterio dos anjos.. e logo em seguida surgiu o 2o Tiago  e a uniao inesperada... uma fixão juvenil espiritualizada... com muitas verdades entre o céu  e a Terra, grande interação entre outras dimensões  e planetas, pois Tiago é  um anjo encarnado na Terra e tem uma missão  muito profunda por aqui.

A 2a serie de livros é:  

1o Correntes de Luz... Participe ativamente das transformações  planetárias ... (meditações, introducão para sentirmos cada vez mais as energias e despertar nossa intuição  em busca do autoconhecimento e canalizações  com Jesus ).

Este livro se baseia bastante na Dança com as energias... temos o quadro e a música multi cor para inspira-lo também 

o 2o desta série é  o livro Os 7 Raios - neste canalizei cada mestre dos 7 raios da criação... é  um estudo profundo sobre o uso e efeitos de cada um desses raios nele também canalizo cada Arcanjo e outros seres de luz... Foi muito gostoso de escrever e de ler este livro... como efeito concluindo este livro.. criei  as meditações  guiadas com cada um dos raios, cada qual com sua música erudita escolhidas e intuidas por mim.. e canalizando o Mestre do Raio em questão.  Não  foi uma pesquisa teórica e sim prática ... escrevi atraves do sentir 

e o 3o chama-se Diário com os Mestres (este está  todinho postado em meu blog: correntesdeluz.blogspot.com.br  Sao textos canalizados de mestres, arcanjos, seres de luz e meu Eu superior também. 

Aqui meus produtos... meditações incríveis que fiz com muito amor! (Com valores $ super em conta para esta troca energética )

https://go.hotmart.com/N9816505C 12 meditações com os 7 raios, canalizando cada mestre, com músicas clássicas

E meus livros da série correntes de Luz

https://go.hotmart.com/W9560610P Livros sobre: Energias de luz, Os 7 Raios e Canalizações de Sandra Luz


Seja um Mestre na sua Vida...Consciencia Divina Eu Sou...
QUINTA-FEIRA, 18 DE MAIO DE 2017

Somos Deus e Romance Estelar

                                       

 Eu Sou Deus             
                                                                                                                                                                      Incrível Querido Deus como é extasiante sentir seu amor a cada detalhe da criação, sentir como somos parte deste todo como criatura e criador, amo sentir-me viajando ao lado e em Deus vislumbrando tanto amor e perfeição em nossas criações pelo universo... Quando elevo minha alma me lembro: Eu Sou Deus... Namastê a todas as partes de Deus  e a todos Eus que leem esta mensagem, Namastê ao Todo que tu és... Somos Um, Somos Deus.      Bom e Divino dia a todos        Sandra Ramos

Abrace Gaia com Arcanjo Rafael e mãe Maria

18/05/17   Sandra Ramos  https://correntesdeluz.blogspot.com.br


aqui abaixo um livro que estou escrevendo se quiser acompanhar vou escrevendo e atualizando aqui nesta mensagem!



Um Romance Estelar

1- A despedida


Yambar olhou nos olhos de Lux de Sírius, absorveu toda a luz que podia naquele momento de despedida, seus olhos cor de mel brilhavam além do limite de qualquer compreensão, brilhavam todo seu amor, toda sua paixão todas as suas histórias juntos, os olhos de Lux seriam seu maior foco de lembrança quando se esquecesse totalmente de seu grande amor, de sua chama gêmea, de todas as suas belas histórias vividas juntos... Seria uma viajem extremamente longa principalmente para ela que escolhera viver a dualidade e a fragmentação de sua consciência em uma matéria, um corpo 3D.
Lux também admirava os olhos de Yambar, eram de um azul escuro e havia nele um misto de coragem, euforia e medo, mas não Yambar... ela era destemida, Lux sabia que o medo não era o que a abalava, viu em seus olhos que o que a abalava seria a distância em que se encontrariam por vários milênios, era um momento desconhecido para ela que em um ímpeto de coragem havia decidido participar do tal projeto Terra por dentro da história, Yambar ficaria ali diluída naquela sopa de fragmentos densos e confusos que era a vida da matéria, por várias vidas, afinal quando ele poderia ver novamente este seu lindo olhar? Quando será que ela relembraria de seu amor?
Ambos encostaram a testa um no outro e todo o sentimento do momento foi compartilhado, Yambar sentiu um ímpeto em seu amor de ir junto com ela, afastou suavemente suas cabeças, acariciou o queixo de Lux e lhe disse com seu coração, se eu me perder quem me buscará se estiver por lá perdido também? O tempo é uma ilusão, será uma experiência mágica e única viveremos esta separação por alguns momentos de nosso infinito agora...
Lux a apertou com força, não queria mais soltá-la, acariciou seus cabelos negros tão sedosos, e com seus dedos luminosos foi descendo e tateando o corpo de sua amada, como se quisesse escanear cada ponto do seu amor, guardando aquela lembrança para sempre em seu coração... sabia que para ela seria mais difícil, Yambar não poderia se lembrar deste momento tão cedo, não poderia visitá-lo nem no passado, nem no presente e se lembrar de tudo em plena consciencia, Lux não perderia sua amada de vista, nem por um dia Terreno sequer... Yambar era muito teimosa mesmo, sismou de ajudar no projeto e nada podia deter uma decisão sua.
Yambar acompanhou todos estes pensamentos e sentimentos de Lux e lhe deu um beijo onde suas almas pareceram se fundir novamente em uma só alma, o tempo pareceu ser eterno e seus corações em união vibraram a energia do Todo, em expansão... e uma explosão multi colorida e gigantesca se fez. Lindas luzes se expandiam... e continuavam a vagar pelo cosmo, o amor era tão puro, tão imenso  e único que poderia ter gerado uma galáxia em segundos... e, com certeza, uma vida de luz se fez nascer neste momento. De seu imenso amor e união de suas almas durante este magnífico abraço de luz foi gerado um filho, uma nova alma, plena e perfeita, uma nova criação da fonte de Deus... que eles eram.
Olharam para a luz enorme que saía deles, admiraram sua criação como a mais linda e amada obra de arte, mais uma partícula de Deus teria lindas oportunidades, e esta sensação acabou com todas as dúvidas que ainda sentiam no coração, a criação de uma nova vida! Ela é bela, esta expansão se dá em momentos de divisão, enquanto Deus expira e expande o universo de criações, a luz que saiu deles e criou uma nova vida, agora teria experiências únicas, independentes, encarnaria em corpos, viveria em vários planetas, e certamente iria nos reencontrar em vários momentos, principalmente quando chegasse a hora do expirar de Deus e lentamente o Todo fosse se reunindo no Um que nunca deixou de ser...
A separação de suas vidas neste momento criaria N possibilidades novas de vivencias, Yambar encarnaria várias vezes naquele belo planeta azul e Lux continuaria sua jornada ajudando planetas perdidos em sua própria densidade a se recuperar e recobrar o mínimo de sabedoria até que percebessem que a guerra pelo poder não era verdadeiramente necessária, Lux tabalhava com isso, junto com Yambar e toda sua frota... uma guerra de luz contra a guerra da escuridão, não havia violência em deter a violência, mas era bem trabalhoso. Não havia atalhos também, pois os corpos que abrigavam as almas nestes planetas, incluindo a Terra, só conseguem  receptar consciencias extremamente fragmentadas e totalmente esquecidas de seu poder extremo de criação no amor e na luz.
Yambar tinha plena consciencia que seria uma destas almas esquecidas, se virou novamente para seu grande e alto amor e literalmente levitou para ficar bem de frente ao seu rosto, acariciou sua testa, mexeu em seus cabelos loiro escuro sentindo a textura, a energia, apalpou seu pescoço até a nuca e descendo suas mãos pelas costas de seu amor, deitou sua cabeça em seu ombro acolhedor, ele era seu complemento divino, como seria a experiência de estar sem ele?! Sentia junto esta curiosidade, gostava de provar sua força, seria uma vitoriosa e colheria muitas experiencias únicas e multi coloridas para o Todo, para estar disponível nesta grande biblioteca do universo tão cheia de cores.
Novamente sentiram a fusão de seus corpos, só que agora de uma forma líquida, se sentiram ambos como um grande oceano, com tanta energia, tanta vida... mergulhados um no outro sentiam-se o infinito oceano de amor sem fim.   Uma paz imensa naquele momento eterno de Amor.

Se fosse contar esta despedida em tempos humanos, provavelmente anos haveriam se passado, ou não! A linearidade da matéria e do tempo não tem muitas formas de se explicar aqui nesta dimensão onde vivemos em Sírius, começa a ser mais fácil o entendimento à partir da 5a dimensão e convivemos naturalmente na 12a dimensão, para nós muito mais fácil de entender do que as vidas na 3a dimensão... 
Estou aqui narrando esta história para vocês como amigo e expectador deste lindo casal de protagonista... diferente de Yambar e Lux eu decidi estar no meio entre os 2, posso apoiar tanto um lado como o outro... Para Yambar eu serei uma espécie de mentor espiritual, um inspirador artístico, já que gostamos tanto de arte, a arte será nossa conexão... e comunicação de Yambar com a 5a dimensão onde estarei.
Já com Lux posso lhe contar novidades e passar todo o aprendizado que Yambar estiver coletando, e assim ele se tornará um Expert em seres muito mergulhados na 3a dimensão, eu o ajudarei a contactar estes seres também já que estarei mais próximo de suas dimensões... Eu serei o Elo entre mundos.
Então é isso Meu nome é Alun e irei ajudar a narrar esta linda história, afinal eu fui expectador dos 2 lados, eu conheço inclusive o filho que surgiu deste casal neste momento de despedida, e ele logo surgirá nesta história que a própria escritora desconhece, e mal pode esperar o momento de desvendar... Calma vamos um passo de cada vez, vamos voltar ainda mais no tempo!

2- Algum "tempo" antes

Lux de Sírius e Yambar estavam em sua nave comemorando finalmente a vitória da luz em um planeta de experiencias mais densas, em seu abraço pareceram sair luzes muito mais fortes do que fogos de artifício, eu vi este momento e me aproximei com a minha chama gêmea e nos abraçamos em 4, logo toda a nossa família estava abraçada em um bolo só e nossas luzes acolhedoras comemoravam transformando a sala de nossa nave em um espetáculo de luzes coloridas, realmente é raro usarmos palavras em nossa convivencia, sabemos tudo o que o outro pensa, sabemos muito mais que seus nomes , sabemos suas histórias de vidas, todos somos um grande livro aberto para ser consultado e visitado como queiram, e o abraço é nossa atividade mais querida, pois misturamos todas estas histórias e vivencias em momentos mágicos , lindos e únicos.
Ao todo estávamos em 8 tripulantes na nave para esta missão, e foram por volta de 1000 anos daquele planeta onde inseríamos nossa luz até que um mínimo de sabedoria fosse implantada, e finalmente eles parassem de se destruirem...  Minha amada chama gêmea estava lá, e havia passado muitos anos esquecida de nosso imenso amor, de como na verdade somos um...  Minha amada Lúan foi se lembrando de mim, até finalmente nos encontrarmos e quando chegou a hora desta grande vitória do planeta Ácqua, a trouxemos para a nave ficando assim em 9 tripulantes, nossa satisfação e gratidão era ainda maior do que todos ali presentes, pois finalmente estávamos juntos...
Deixa então eu apresentar a galera da nave: eu Alun, minha amada Lúan que acabara de chegar, Yambar e Lux, Aulos e Gotija, seu filho Almyo, Niel e Maia, .
Neste último período de nossa missão os Acquarianos começaram a expandir sua consciencia e a derrubar suas crenças limitantes e quando isto passou para o coletivo todos finalmente se olharam como irmãos como sendo Um, que realmente são e uma nova era foi implantada, conseguimos nossa vitória tanto sobre quem estava encarnado como com grandes entidades bem teimosas e sem sabedoria que induziam as pessoas ao erro.
Sabe... há todo um sistema para se usar corpos densos, há o início onde todos são puros, mas frágeis e sem nenhuma lembrança, chegam no novo planeta como um quadro em branco, que logo se segue pelo medo, percebem que são frágeis, pois só veem seu corpo e não conhecem seu poder espiritual, sua eternidade e divindade, os medos mais poderosos se tornam grandes entidades escuras e que induzem a população ao erro, e então o ápce do caos se instala no planeta... 
Isto é comum  nenhum ser deixou de ser luz, todos são realmente eternos Deuses e partes do todo, mas neste momento só há guerra e dor, há casos raros até de se interromper a experiência, tamanho caos instalado... Mas estas experiencias mais duras fazem parte de obtermos mais conhecimento de quem somos como um todo, quando vemos o contraste da dor, o amor se torna ainda mais belo, os piores seres são os mais corajosos... de nosso ponto de vista vemos tudo como um grande teatro e nosso papel na frota é trazermos novamente a luz para o discernimento de quem mais mergulhou profundamente em seu papel... tão profundamente que se perdeu neste caos... 
Mas do fundo do poço, vamos resgatando um a um, iluminando suas consciências em várias vidas até que o amor coletivo que une comece a ser mais forte do que o medo que divide a todos, e assim entram em eras de desenvolvimento mais luminoso e independentes.
Bom estou falando demais, onde estávamos, acabávamos de implantar a luz de uma nova era no planeta que chamei de Ácqua (nome fictício de um livro futuro de Yambar onde meu nome era Alú rsrs parecido!). Ácqua estava finalmente livre e podia enfim caminhar com suas próprias pernas não havia mais perigo de recuar para a escuridão e nossa família comemorava abraçada na nossa grande Nave, foram tantas frotas juntas a nós... amávamos todas profundamente e ainda mais nossa família ali abraçada presente... e ainda mais meu amor que ali me completava!
Agora, em estado de profunda gratidão nos dirigíamos  novamente para Sírius de onde toda nossa jornada começou, não exatamente de nascensa de todos, mas com certeza de muita vivencia juntos, eu por exemplo vim de Arcturius com minha amada, enquanto Yambar e Lux eram realmmente de Sírius... mas vivemos juntos em vários outros planetas... nossa família de aventura... e fomos em direçaõ a Sirius em nossa original dimensão tão luminosa!
Chegando lá em Sírius, fomos recebidos com mais e mais abraços e através deles, toques de mãos, sorrisos e de olhares contamos todas as histórias vividas, compartilhamos tantas emoções e momentos inesquecíveis, Almyo passou bastante tempo abraçado com sua chama gemea Zigsty, matando saudades... pois ela havia ficado em outras atividades no sistema de Sírius.
Várias outras naves também vieram para Sírius neste momento, pois ao mesmo tempo que comemorávamos havia um chamado novo de nosso comandante Ashtar, contávamos nossas vivencias e ao mesmo tempo estávamos curiosos para saber o recado do nosso comandante, também contentes de revê-lo.
Nos sentíamos uma grande sopa de luz e sensações cada um mostrando seu sabor, sua nova descoberta, sua nova cor, e todos unidos em grande harmonia gerando um momento único e mágico... até que a pitada final chegou, nosso grande amigo, mestre e comandante Ashtar Sheran desceu de sua nave e nos abraçou um a um, e em cada abraço compartilhávamos nossas experiencias e ele já nos dava seu recado... cada um que o abraçava já se entreolhava sabendo toda a história que Ashtar Sheram os contaria, um a um iam se olhando já sabendo da grande convocação.

3- A convocação

Não há pressa em nosso viver, Ashtar realmente abraçou a todos e enquanto isso, cada um ponderava uma escolha a ser feita... Então acabando esta recepção ele simplesmente se fez crescer, sua luz ficou imensa, seus olhos emanavam muito amor e se conectava a cada um de nós em um feixe luminoso com um pedido por ainda mais de nosso amor, e então a convocação foi feita, agora para todos que ouviram em suas mentes com imensa nitidez, e com imagens traduzindo todo o futuro que nos aguardava, Ashtar nos mostrou todos os itens do projeto Terra, era um projeto gigantesco de resgate, e pelo que tudo indicava era bem mais longo e trabalhoso que o projeto que acabávamos de retornar... no planeta Ácqua.
Em nossa visão pudemos ver desde o surgimento do planeta Terra até sua missão completa, onde nós partiríamos ascensionados em conhecimentos e retornaríamos com experiencias gigantescas, mas também notamos o quão profundo os seres deste planeta mergulhariam na dualidade, na ilusão do esquecimento, e reparamos o tamanho gigantesco da ascensão de vibração, notamos como era grande o percurso, e também o alcance total com o poder completo daquele ser chamado de humano...  que iria em sua jornada do total esquecimento ao conhecimento de si mesmo como Deus...  Foi uma ideia realmente desafiante.

Em nosso ponto de vista o tempo realmente não existe... a forma que vemos a tal grande duração é projetando nossa energia para a ideia em si e vendo a partir de outro ponto de vista, deixe eu explicar isto rapidamente:
Imaginem uma pedra... quando a veem a olho nú ela está parada... nada está acontecendo ali.... ela apenas está sendo a pedra...  então pegue um microscópio e veja suas moléculas elas vão de um ponto ao outro, isto leva até um tempo, cada molécula da pedra parece viver sua própria história enquanto olhamos muito de perto, mas quando afastamos vemos o todo dela... sendo no agora a pedra.
Então é assim que compreendemos o tempo na 3a dimensão quando queremos, usamos outro ponto de vista, nos aproximamos o máximo que podemos... e foi assim que notamos a grandiosidade do projeto Terra. Vimos o planeta como o ser vivo que é e ao nos aproximar pudemos ver seu tempo passar como numa grande história apresentada em um flash  com o início , meio e fim, vimos os possíveis sucessos e os prováveis fracassos, sabemos que na verdade a variação do que vimos seria a maior constante, vimos apenas algumas possibilidades e que história imensa de idas e de resgates a quem ficasse por lá perdido... todo este improviso é consciente, e na dimensão que estamos conseguimos compreender infinitos números de variáveis...
Portanto sabíamos que era uma missão para corajosos, logo todos pararam de se entreolhar e começaram a tomar suas decisões quem ia e quem ficava... Houve uma grande leva de primeiros corajosos dizendo EU VOU... Junto com nosso amigo Sananda e sua companheira Nada, nosso amigo Aulos estava nesta primeira turma... afinal adora construir coisas na materialidade... Maya e Niel também se prontificaram rapidamente e... Logo surgiu outra leva de voluntários... Yambar surgiu nesta dizendo firme EU VOU... Apesar de Lux saber o que ela sentia, ficou confuso se também deveria ir... seu coração dizia fica pois alguém precisa permanecer no trabalho de luz atual... Mas sem Yambar?! Seria estranho.
Almyo e Zigsty olharam para sua mãe espiritual Gotija já imaginando a despedida se entreolharam com cumplicidade e disseram juntos na terceira leva de voluntários - Eu Vou   - Almyo e Zigsty disseram isso tão simultâneo que pareceu uma só voz.
Eu ... Alun e minha amada Lúan pensamos em participar de outra forma, olhamos nos olhos e sabíamos o que fazer, e quando Ashtar convocou anjos e mentores, seres para apoiar o projeto, nós nos oferecemos sem nem pensar, já pudemos até ver Yambar e Aulos sem seus complementos divino encarnando várias e várias vezes enquanto nós os assessorávamos dando apoio e ligação com nossa verdadeira dimensão. 
Nós seríamos o elo entre dois mundos como entre Yambar e Lux e também entre Aulos e Gotija, todo um enredo começou a se desenhar em nossas mentes e sentimentos, nosso grupo compartilhou estes momentos, Aulos olhou para Yambar prevendo que seriam o conforto um para o outro durante muitos anos de muitas encarnações. Em contrapartida Lux cruzou seus olhos cor de mel com Gotija que tinha um lindo cabelo violeta, e uma pele de um verde azulado, ela sorriu e Lux entendeu que agora o grupo se reduziria a eles 2, portanto deveriam se unir a outros remanescentes de outros grupos. 
O Laço de todos ali era muito forte e cada um compartilhava as emoções uns dos outros, um misto de curiosidade, empolgação e já uma antecipada saudade, então começaram a se misturar e sentir além de seu grupo habitual, vários amigos que iam também, são tantos nomes que nem vou citar aqui, mas começaram a se abraçar, se admirar da decisão de coragem de tantos, e então a energia de Ashtar chamou a atenção de todos novamente...
Ashtar agradecia a todos, tantos os que iam como quem ficava e convocou um lider principal já cruzando o olhar com Sananda, que tinha nítido seu enorme vínculo com este planeta tão querido, pois Sananda em conjunto com seu complemento Nada haviam criado aquele quadrante da galáxia, e por isso sentia grande carinho pela sua criação.
Na Terra seria mais conhecido como Jesus, Jeshua e seria responsável por mostrar a todos o caminho de retorno, o caminho para reencontrar o cristo interno e consequentemente seu Eu Sou Divino, era uma responsabilidade e tanto, mas Sananda vibrou de tanta alegria e abraçou Nada com tanto amor que todos puderam sentir a luz que emanou do casal sorridente, esta luz pareceu acariciar e unir a todos neste lindo e grande propósito.
Todos estavam muito felizes, a sensação geral foi de um grande abraço de luz coletivo em que todos sabiam, que não importando as mais malucas histórias que viveriam, estas experiencias seriam mágicas e somariam inevitavelmente ao todo, e que O AMOR SEMPRE VENCE!

4- Os preparativos

Este foi um grande momento e comemoramos antecipadamente tudo o que conquistaríamos com esta nova grande jornada, foram momentos muito gostosos de compartilhar possíveis histórias nas linhas de tempo que muitos ali presentes resolveram mergulhar, eram tantas possibilidades, umas mágicas e outras desafiantes, não havia medo, pois não havia real perigo, apenas seríamos projetados até esta vivencia mágica no planeta terra, que chamamos logo com carinho de mãe Gaia, pois ela seria agora nossa mãe de matéria, e grande companheira de luz. Gaia é uma grande consciência e tem grande sabedoria e grandes vivencias para compartilhar conosco, e viveríamos isto bem de perto juntinhos em nossa nova colônia.
Os preparativos logo começaram, quem ia encarnar já ia apurando seus estudos, planejando N motivações e coisas para ser vivenciadas na matéria, amigos mais íntimos combinavam se encontrar, formar famílias e até já planejavam coisas para se discordar...
Peguei num momento Yambar combinando alegremente com Aulos que um ia discordar do outro, pra dar mais graça em suas missões, assim seriam mais fortes e decididos, começaram a rir visualizando possíveis percalços que essa decisão causaria...   Ambos eram muito amigos, bem companheiros, mas até em nossas missões na nave tinham este habito de discordar em vários assuntos e aspectos, achavam saudável imaginar vários pontos de vista, e isto não poderia mudar enquanto estivessem em vida física.

Uma coisa interessante e talvez complexa para a mente linear entender, fiz até quem aqui escreve parar dias para quase entender é um detalhe que deixa nítido o conceito de que o tempo não existe, desde o dia em que Ashtar convocou a todos, um ser chamado Árian se juntou ao nosso grupo, com seu complemento divino Nalô e todos ali sabiam que era um filho concebido por Yambar e Lux em um momento (linearmente falando) futuro, pouco antes de sua separação para o projeto Terra, não era segredo, tão pouco Arian e Nalô eram almas inexperientes, apesar de serem concebidos como mônoda em um momento posterior, já haviam tido muitas experiencias pelo universo afora, inclusive nos encontrávamos de vez enquanto por nossas missões, nos abraçávamos com consciência plena de quem era e de quando teríamos um contato maior.
Tentem ver o tempo como um circulo, ou um relógio mesmo que possamos acompanhar que o 2 vem depois do 1 não há começo nem fim, o tempo a partir da 5a dimensão não é limitado ao antes e o depois, tudo é simultâneo, outro exemplo é um livro... completo em suas mãos, você pode acompanhar a linearidade pagina seguida de pagina, mas também pode xeretar seu último capítulo... tudo está em suas mãos, porem menos rígido que o livro... tudo pode ter outras escolhas , outras experiencias, há um padrão que nos permite escrever esta história, mas há muitas realidades paralelas, e aqui faremos o possível para trazer uma mediana e tentar fazê-la ser entendida... Então este ser Arian e seu complemento Nalô foram concebidos após este ponto da história, exatamente no primeiro capítulo deste livro, mas viveram experiencias em vários tempos e espaços e estavam lá junto conosco convivendo e aprendendo para participar do projeto Terra... Ufa, espero ter sido claro!

Arian era divertido, gostava de falar coisas aleatórias e surpreender as pessoas com a liberdade de suas ideias novas, sem preocupação alguma se fazia algum sentido, ele apenas dizia, Nalô era um doce e divertida assim como ele, os complementos divinos ou chamas gêmeas por terem vindo do mesmo ser completo (mônada) possuem praticamente a mesma personalidade, mas prontos para viver o lado feminino e o masculino... como primeira separação de muitas outras possíveis separações e vivencias pelo cosmo. 
O estar separado nos permite viver ainda mais opções, e acessar o que o outro lado divino viveu com grande intensidade, pois na verdade somos um...  Para o projeto Terra haveria muitas outras fragmentações do ser e por isso estávamos nos preparando

Esta fase de estudos e planejamentos foi seguida por outra onde todos se preparavam para  a verdadeira separação, haviam treinamentos, simulações e no final todos compartilhavam suas sensações em longas seções de abraços

https://www.youtube.com/watch?v=-ywL_zokELE música que estou ouvindo a escrever este trecho

Ah o abraço, já falei que é nossa atividade mais querida?! Como é bom sentir esta reunião de energias em luzes, há uma música específica para cada abraço que se imprime no ar, uma troca de experiencias através do sentimento, de puro amor, e cores diferentes marcam cada momento como único... 
Lux acompanhava o treinamento de perto e peguei em um momento abraçando nosso querido Arian que sabíamos logo logo iria nascer, um sentimento de entrega, amor profundo, conselho paterno e uma antecipada saudades do filho querido que nem havia nascido como mônada e já tão profundo, pois em suas consciências não havia só os esbarrões no tempo que a linearidade chamaria de passado, havia todas as futuras convivências em tantas aventuras no tempo que chamaria futuro... é ... são sentimentos confusos, mas lindos de igual forma... admirei a luz azul prateada que saía de seus abraços

Bem, eu Alun e minha querida Chama Lúan treinávamos coisas diferentes, o ser ajudantes exigia muito improviso, para que o planejado fosse executado sem ser percebido, sem violar a regra do jogo do livre arbítrio... Por exemplo no plano de alma a pessoa escolhe encontrar a outra e construir uma família, ter filhos... Mas o momento do encontro parece não ser notado por ambas, então promovemos tropeções e coincidências criativas para que estas se encontrem, uma gravidez inesperada para que elas se casem, vamos assim improvisando com o que temos para haver harmonia e sincronicidades no universo, e assim neste aparente caos de improvisos, os planos de alma vão se cumprindo... muitas vezes apelamos para o verdadeiro milagre, um anjo me contou que salvou uma criança que pulou da janela do ônibus em alta velocidade na estrada... não era sua hora de partir, então ele a segurou no colo e a deixou no chão esperando a proteção do motoqueiro logo atrás e o motorista do ônibus chegar com sua família para socorrê-la... sem nenhum arranhão...    aliás   foi um improviso intencional e sincrônico pois impulsionou a fé de muitas pessoas que lá presenciaram o acontecimento... e muitos que ouviram esta história como nossa escritora Sandra.

https://www.youtube.com/watch?v=qeHkIb7VRUM música que ouço escrevendo

Nada mesmo é por acaso, há também outra história que confirmei como real a criança voltando para sua casa com uma bicicleta pesada, tinha que atravessar a estrada com um muro de mais de 1 metro de altura, pois perdeu a passagem certa de vista, sabia que tinha que atravessar, mas não achava o ponto certo na estrada, esta criança ajoelhou chorando e pedindo ajuda a Deus, então um homem surgiu do nada, atravessou o menino, subiu a bicicleta pelo muro e ao chegarem na outra margem simplesmente sumiu enquanto o menino olhou para o outro lado... Este homem também é um anjo... amigo nosso!
Há um fervilhar de vida protegendo a vida humana, há um grande planejamento digno de Deus o Todo para que haja perfeição em tudo e respeito a regra do jogo do projeto: livre arbítrio.
Mais pra frente nesta história conto outros milagres que fazemos...  estamos ainda na parte dos treinamentos e vamos escrever na ordem...
Então treinamos arduamente esta função de ser ninja e usar tudo ao nosso alcance para conseguir os objetivos de alma de cada pessoa... usamos cachorros, outros seres humanos, a natureza, mudanças climáticas, acidentes, brigas, coincidências diversas, damos sinais e dicas, tudo para que olhem para onde planejaram olhar antes de aí nasceram... ufa o treinamento foi difícil e divertido, mas nem tanto como a realidade... agora é que ficou tão fácil que posso falar quase diretamente com a escritora deste livro Sandra que para quem ainda não percebeu é Yambar ;)

5- Chegamos novamente à despedida

Este período de treinamento foi chegando ao fim, e logo chegou o momento de nos despedir, de ser transportado para as proximidades do sol central onde está este belo planeta chamado Terra, nossa querida amiga Gaia que nos acolheria amorosamente como mãe de uma jornada tão única, foi então nestes momentos que o primeiro capítulo deste livro surgiu... Yambar se despedindo de Lux... naquele tão magnífico abraço de luz conceberam Árianalô seu filho de luz completo e magnífico como todos somos, gerados em forma completa masculino + feminino, vivemos histórias como seres completos e depois decidimos vivenciar outras tantas histórias como seres separados, e assim enriquecer mais a grande biblioteca de nossa mônada e consequentemente de todo universo... compartilhando nossa luz lotada de experiencias neste magnífico oceano de amor sem fim.
Não importa se vivemos para frente ou para trás na roda do tempo... se é que me entendem... vemos multidimensionalmente e assim vemos tudo no eterno momento do agora onde todos somos um
Aulos também se despediu de Gotija neste típico e amoroso abraço infinito que ficaria no subconsciente de Aulos por toda a sua jornada, este momento de fusão com seu complemento divino, deveria esperar um bom tempo linear para novamente acontecer.

Quem participaria do projeto ainda não se despedia, pois ainda haviam várias etapas para chegarem finalmente a encarnar na Terra... então neste ponto de despedidas todos que ficariam abraçavam quem partiria... como eu ficaria no meio do caminho observei a todos participando com minha luz deste momento feliz com uma mistura de saudade que viria...  Todos, inclusive Ashtar participavam destes momentos de abraços intensamente, Mas... Na verdade em outro ponto de vista nós nem saímos "daqui" da 12a dimensão, nunca nem ao menos deixamos de estar na Mônada , apenas projetamos nossas mentes/energias para os locais, mas não quero confundir a mente do caro leitor... sigamos com a tradução de sensações entre dimensões! Já que foi assim que sentiram.

Yambar deu mais uma olhada para Lux guardando aquela imagem em seu coração e subiu na nave gigantesca junto aos outros participantes do projeto Terra...  A nave de transporte era tão grande que parecia mais um planeta com todos dentro...  Nos levavam para a proximidade do sistema solar onde começaríamos nosso momento de fragmentação...

Mas afinal o que seria esta fragmentação? Os corpos humanos e até o que eu usaria de mentor e corpos de anjos também  não suportam a nossa energia intensa acima da 7a dimensão, então resumindo nós nos dividimos, nos projetamos energéticamente em várias partes, nos despedimos na 12a dimensão e nos auto dividimos... agora habitando na 7a dimensão Vamos chamar esta parte nossa na 7a dimensão de Eu Sou e nosso ser completo na 12a dimensão de Eu Sou Solar... ok?!
Então ao nos dividirmos para a 7a dimensão...  após muito preparo chegou o momento, o nosso Eu Sou pessoal surgiu e perdeu suavemente o contato com estas outras partes, estes outros Eu Sous que logo chamaremos de realidades paralelas tão únicas como você é , mas vivendo coisas diferentes, e tudo se somando ao grande Eu Sou Solar.
Como parte de um complexo e divino macnário de capitação de imagens e sensações nosso Eu Sou solar se divide em 6 Eu Sou na 7a dimensão... ainda conscientes de toda a sua grandeza, ainda conscientes de sua mônada e de sua origem na Fonte, mas focado agora em outra projeção, em outra fragmentação... para ter várias experiencias na 3a dimensão.
No meu caso (Alun) e Lúan também Chegamos neste ponto e nos preparamos para entrar na 5a dimensão, e por aqui ficar, já quem encarnaria também se preparava para o mesmo, mas todos iriam além, descupem o momento matemático, mas foi assim que nos sentimos, sendo divididos para caber nossa energia no projeto, no momento que o Eu Sou nos projetou na 5a dimensão várias vidas em vários tempos diversos foram criadas, o que chamam aí de reencarnação, do ponto de vista  da 5a dimensão ainda é em um momento só, não há antes nem depois à não ser que definamos algum parâmetro como o tempo... então neste momento as personalidades ficaram mais únicas e ao sair da 7a dimensão para a 5a alguns já começaram a se despedir dos seres em mais abraços... 
Eu já disse que o abraço é nossa atividade preferida?! Rsrs risos... A despedida é porque novas personalidades começariam a surgir com estas divisões  e ninguém mais seria o mesmo... inclusive após o retorno... pois aí seríamos Mais! em experiencias...
Eu na 5a dimensão também tenho pouco contato com meus outros eus de 5a dimensão e ainda menos com meus outros seres de 7a dimensão...pois tenho que me concentrar no que faço aqui , nesta vida , nesta 5a dimensão. Já a variedade das formas humanas que vocês vieram encarnar é estupendamente rica... uma incrível experiencia de divisão.
Resumindo então, ao estarmos prontos uma grande parte de nossa energia ficou junto ao sol, (Eu Sou Solar na 12a dimensão) emanando luz e equilíbrio ao sistema solar inteiro... e assim com uma luz reduzida e agora compatível entramos nosso sistema Solar com versões de Eu Sou agora em 7a dimensão, e, neste proximo momento ao nos dividirmos em diversas vidas em formas, tempos e lugares diferentes, na 5a dimensão, fomos levados para as colônias que pairam em dimensões invisíveis sobre o planeta Terra... o local mais conhecido como Céu... e que, vocês não se enganem, possuem vários, quase infinitos locais diferentes e dimensões diferentes...
Agora sim possuíamos almas compatíveis ao planeta Terra, ficamos todos juntos e esta preparação que pareceu a mais longa pois os humanos deveriam se fragmentar ainda mais um pouco... Eu e Luan já estávamos no ponto, mas havia muito para treinar, só que agora descíamos para o plano físico fazendo um treinamento de campo mesmo ao lado de outros anjos, mentores e humanos.
Esta fragmentação continua, apesar da parte completa de todos jamais sair de lá, como o Eu Sou que conhecem como Eu Superior, ou Anjo Solar... Vocês agora na 3 D talvez se lembrem de alguma meditação onde se sentiram em uma dimensão superior...  sentiram seu Eu Sou... e ainda acima podem sentir seu Eu Sou ainda mais completo que permaneceu no orbe Solar...  Acima disso sentiriam o abraço de sua chama Gêmea e se sentiriam como seres completos em sua Mônada de origem ... que com facilidade entra em contato com o Todo, a Fonte de toda a vida, conhecido por vocês como Deus...
Da mesma forma que ao chegarem aí vocês foram projetados em energias com frequências compatíveis ao planeta... Ao sentirem seu Eu Sou, ou até a fonte vocês projetam suas intenções e tem uma lembrança, um contato com suas partes em dimensões muito superiores... não há como um ser de 3D receber uma energia completa e direta de outro de 7a dimensão... pois explodiria... e da mesma forma foi todo este preparo dos humanos , fomos descendo nossa energia gradativamente, pois ninguém ali presente tinha intensão de explodir o planeta e todo o projeto.
Ashtar também veio conosco, só que em sua forma de Arcanjo Miguel, mas também jamais deixou sua função de comandante de mundos, não vou tentar explicar esta multidimensionalidade toda para não tornar a leitura massante, vamos curtir o momento assim como foi sentido por vocês leitores!
Arcanjo Miguel, Gabriel, seu anjo da guarda e todos os outros Estavam lá treinando conosco... todos os arcanjos e anjos que você pode imaginar ou não... pois cada ser humano na Terra possui pelo menos um anjo particular e um mentor, eu e Luan fomos para a equipe de Yambar... em todas as suas vidas nós estávamos lá ... Sananda e Nada Também tinham sua equipe... tudo organizado com muito amor

6- A última divisão

Voltando ao treinamento na colônia, na nossa turma Aulos, Yambar, Almyo, Zigsty, Arian e Nalô, Niel e Maia... todos treinavam para a última grande separação que haveria ao encarnar em um corpo humano, nesta o véu do esquecimento se instalaria e mal se reconheceriam ao se cruzarem... a separação  para a 3a dimensão é mais ou menos assim:
Nesta última separação perderiam o contato pleno seu Eu Sou... e há 3 partes que descem:
1-A Alma que envolve o corpo humano e lhe dá vida
2-Seu Anjo dourado (ou Anjos Sandra não tem certeza, mas tanto faz)
3-Comitiva de ajudantes de luz (Sandra está achando que são seus bichos de estimação) Após estudos ela concluiu que é sua parte Elemental que liga sua alma à mãe Terra, a todos elementos naturais e da fisicalidade, incluindo seu próprio corpo.
Fora os achismos rsrs, estas 3 partes nunca deixam de ser você mesmo, uma equipe formada por você mesmo, já que era tão maior em luz que jamais caberia apenas na forma de alma humana... o Anjo dourado por exemplo tem toda sua sabedoria inata, contato direto com seu Eu Sou, te equilibra, te guia pelos caminhos, te intui a todo momento é praticamente você na 5a dimensão.
Já a comitiva....hum... Estou aconselhando a Sandra a parar um pouco, preciso lhe dar umas aulinhas! Até mais com nossa novela, namastê irmãos de luz, não esqueçam que estamos a apenas um pensamento de distância... meu nome é Alun, volto em alguns dias!
(quem acompanhava a escrita retorne ao momento de nos fragmentar no Sol... ** será melhor explicado)

música que ouço agora:   https://www.youtube.com/watch?v=sRI43aPhzFI

Pronto voltamos, corrigimos algumas falhinhas... mas entendam a licença poética a escritora aprendendo enquanto escreve... é bem interessante!

Então se preparavam agora (5a dimensão) para escolher suas famílias e se dividir em: 1- Alma,2- Anjo dourado que sabe todo seu histórico espiritual e 3- seu ser Elemental representando tudo o que seus 5 sentidos podem captar...
Não há parte melhor nem pior, todas são você, não há como se achar pequeno por estar fragmentado, você ainda é a Fonte, a Mônada, ainda está abraçando sua chama Gêmea naquele eterno agora... você é o seu Eu Sou sempre... e experimentando, captando e compartilhando lindas e variadas experiencias com todos os seres de outras dimensões... 
vejam as divisões como explosões de alegria ao querer se experimentar como o Todo fragmentado e hoje com estas informações procurem conectar estas suas 3 partes, sua saúde será perfeita, seus projetos divertidos, se sentirá realizado notando muitas sincronicidades do universo fluindo em perfeita harmonia pela vida que te cerca... Viver atento ao momento do agora, se ouvir, se sentir em paz e silêncio será sua melhor ferramenta de conexão de suas partes e consequentemente ao seu Eu Sou e além.
Vocês estão vivendo agora em seu despertar, o reencontrar pessoas, o relembrar de quem são, exatamento o momento oposto da divisão onde nos despedimos, pois era a hora de se esquecer... este abraço foi muito mais demorado, por mais que eu e os anjos lembrassem era hora dos humanos esquecerem e antes de começar a despedida um a um nos abraçamos pacientemente juntando nossas luzes neste último momento onde todos ainda possuiam consciencias de quem eram de verdade.
Todos se abraçavam e quem ainda possuía seu complemento divino permanecia ainda mais nesta despedida, confesso que feliz, era um momento de comemoração, cada um em um tempo diferente nasceria naquele lindo planeta cheio de ricas experiências, cada um escreveria suas próprias histórias, Arian abraçou bem demoradamente sua mãe espiritual Yambar combinando muitos encontros durante este abraço, e por último abraçou demoradamente seu complemento divino Nalô, Almyo abraçava seu pai espiritual Aulos combinando momentos especiais em família e depois abraçou Zigsty como despedida... eu abracei todo mundo mesmo e permaneci grudadinho com minha Lúan por todo o projeto.

Vamos mudar o ponto de vista completamente para o que Yambar sentiu, pois a partir de sua despedida e do momento de esquecimento foi o que ela sentiu... a cada vida, a cada encarnação um projeto, um plano de alma, nos reúnimos Yambar, eu e Luan com muitos outros seres de luz, escolhendo passagens importantes, metas de aprendizado e de vivencias, encontros e desencontros, e a grande despedida chegava... nos abraçamos e como em partir para um sonho novo lá se ia Yambar, com sua parte anjo lhe conectando ao céu e sua comitiva lhe conectando à Terra... ela era tudo isso... mas o que sentia...!!?
O aconchego do útero materno, o amor tão semelhante ao amor da fonte, mas carregado com tantas emoções diferentes, agitações, angustias, alegrias e raivas, energias tão diferentes que dançavam ali junto com sua aura e o líquido aminiótico, e sempre a paz, em seus sonhos enquanto feto apenas o aconchego pacífico e amoroso da fonte... 
As sensações iam aumentando conforme o corpo se desenvolvia, sons, trepidações e ainda mais sentimentos. Até que um choque de adrenaina, medo, pressa, misturado com euforia e alegrias, um choque de temperatura... o primeiro contato com o ar, o brilho da luz do dia em seus olhos ainda fechados, a primeira respiração e o primeiro choro... póe choque nisto! Praticamente o primeiro contato com a dor da 3a dimensão é o parto.
Nós anjos ficamos assistindo de perto este explosivo balé de sensações, cores e luz... tão intensos que não fazem ideia da beleza que é um nascimento visto pela 5a dimensão... uma nova vida um eterno amor.
vamos colocar aqui abaixo uma música de Sandra sobre concepção e nascimento que fez para seu filho Gabriel:

Uma nova vida

Brisa doce suaviza o céu   beija plantas amacia o solo   
tudo levita com a brisa do mar  
E tudo vive com a força do sol
A cachoeira cai e a cada gota uma melodia   
a cada gota um novo arco-iris uma nova vida   um eterno amor

Mar na lua som no mar   flauta doce a embalar  
 se preparem vai chegar   uma vida para amar

O vento sopra as folhas voam está chegando um lindo bebê    
chorando de emoção ao ver e ouvir a sinfonia da vida     
Ele nasceu de um arco-iris na cachoeira do amor   
Ao som da brisa doce do mar com seu coro de estrelas ...

Agora vem o silêncio eu ouço asas a bater está chegando um novo amanhecer

no fim deste vídeo- ela canta esta música: https://www.youtube.com/watch?v=xWvFn8ulbL0canta no minuto 4:45

Acho uma boa explicação para nosso ponto de vista, mas vamos voltar ao ponto de vista de Yambar... Chorou mesmo... gritou, nunca havia sentido algo tão... físico!
As roupas, o carinho, o abraço... aaai o abraço!... foram acalmando, lembrando-se da fonte e dos anjos como eu que a acompanhavam em cada sonho... Mas de repente outra sensação física... a fome, Yambar gritava de novo, nem sabia porque, apenas um instinto daquele corpinho físico, frágil e sussetível a tantas sensações de frio calor, cólica, luz... a única conexão conosco e com o que realmente era estava apenas em seu plácido sonho... tanta luz para um corpo tão frágil, realmente uma joia de luz.
Não falo só dela... todo bebê é uma verdadeira joia de luz, tão pura, tão brilhante, sem capas nem conceitos, sem traumas, sem toda a casca que a materialidade vai acumulando até a vida adulta... cascas que chegam a se tornar crosta e apagar toda a luz emanada do ser... mas não o bebê ainda é puro, e sua pureza o protege.

pausa 07/01/2018

volta 14/08/2020

Após anos retomo esta narrativa, sou o mesmo Alum de antes, mas a escritora está cheia de novos aprendizados, e vivencias bem mais aprofundadas. A maior descoberta de todas foi até que recente .. em julho...  O mundo todo passa por uma pandemia que forçou grande maioria a se manter isolado em casa. 
Sandra nos explica:
 Até que gostei, tive mais e mais tempo para meditar e me aprofundar e descobri a pouco: Seres Humanos vieram aqui para serem  apenas seres humanos, com defeitos, imperfeições, sentimentos às vezes confusos, mergulhar nas paixões, sentir a Vida assim como ela é com todas as dualidades que surgirem...  Toda a evolução que buscamos seria apenas mais consciência de que toda esta dualidade que vivemos aqui é impermanente, perene, uma ilusão assim como um grande teatro, a capacidade de separar hora por outra deste personagem e sentir o alívio e conexão de seu Eu Sou, esta paz de saber que somos mais do que este mero personagem, é a consciência para nos equilibrarmos para poder voltar a atuar com vontade, fazendo um lindo e presente teatro com nossa vida, buscando e realizando sonhos, chorando e ficando eufóricos de alegria, como frágeis humanos duais com uma mente bem limitada, fazer o que viemos fazer por aqui... VIVER ESTA VIDA HUMANA.
Afinal seres de luz sempre fomos e sempre seremos...  se fosse para eu seu um anjo assim o faria, se fosse uma Águia voaria... a separação sempre foi apenas uma ilusão da mente de Deus então que vivamos esta ilusão para valer... e faremos um upload de nosso filme, de nossa vida, vivida intensamente de acordo com o que nos faz mais e mais felizes e realizados, para não escaparmos de nossos propósitos e planos de alma. Tudo sempre está muito bem, sempre perfeito na sincronia do Universo.

Voltando à infância de Sandra... O bebê vai crescendo e notando com brilho nos olhos as cores da vida, as sensações novas, sabores e texturas através da sua boca e paladar, estamos lá sempre por perto ao lado curtindo, amparando, sonhando juntos, mesmo se sua vida fosse cinzenta e quase solitária estaríamos ao seu lado como um fervilhar de vida trazendo muita harmonia e alegrias em seus sonhos, por isso crianças dormem mais que adultos, sua conexão com o mundo multidimensional e nós na 5a dimensão é muito maior.
A conexão com a Natureza também facilita bastante, à partir de 4 anos Sandra ficava brincando com as formigas, conversava, treinava elas para nadar bem... ali sentada no chão conectada com a mãe Terra, e ali conversando de igual para igual com aqueles pequenos seres chamados formigas, era um momento intimo onde todos seus elementais estavam ali presentes conversando com ela, foi inesquecível o quanto ela chorou com a morte de uma formiga que treinou demais a tal natação... essas sensações de perda são exatamente o que os seres humanos vieram viver, não importa se uma formiga, um avô , mãe ou até filho... são experiencias humanas, que apenas seres corajosos escolhem as mais doloridas, não há castigos e sim planejamentos de qual personagem você vai trilhar aqui neste planeta... ninguém nunca deixa de ser perfeito, pleno e unido ao Todo, mas a sensação de separação e perdas estão por aí sempre presentes... dando sentido à toda perfeição do universo.
Como entender completamente a paz e luz sem entender as sombras e confusão, como entender a união e perfeição do amor sem visualizar a ilusão de separação e desamor das desilusões?
Sandra perdeu seu avô aos 5 anos, mas ficou confusa se deveria chorar assim como os mais velhos, pois diferente de todos não sentiu ele partir, sabia que ele permanecia o mesmo, essa verdade dentro dela ainda não havia sido modificada, ninguém jamais morre, apenas muda de estado, então diferente da formiga, Sandra não chorou, continuou com sua alma brilhante e alegre com a passagem de seu avô.
É isso , então a criança vai crescendo, perfeita e fluida, se adaptando aos meios e vamos complementando sua alma sempre que possível para ela continuar a ser um Ser Amor por mais e mais tempo, agradecemos muito quando os adultos não estragam cedo demais a pureza das crianças colocando excesso de regras, limitações, medos e traumas em corações tão puros, que vão se conectando cada ano mais com os problemas e desilusões humanas e perdendo o contato com o divino.
Sandra até que teve sorte, uma família bem harmônica, não passou fome, se divertiu bem, estudou bem também, mas algo sempre a incomodou nas escolas, queria acabar logo a escola para poder enfim brincar! Agora adulta consegue até comparar a escola cheia de grades com prisões de detentos, aprisiona atitudes, coloca-se regras e mais regras, um estudo extremamente chato e não criativo, e isto se mantém nestes seus 44 anos de vida, uma pena! Poderia ser uma fase extremamente mágica estimulando sua criatividade e como eu adoro os dons artísticos... criando adultos mais e mais estáveis psicologicamente, conectados ao seu ser divino através da arte.

Bom vamos comentar sobre a escola que ela realmente gostou e conseguiu ser espontânea, ser ela mesma e encontrar pessoas muito importantes em sua vida: A escola de música.
Quando uma pessoa tem um dom ele é aprendido com extrema facilidade, e assim nossa garota começou aos 7 anos nas aulas de musicalização, depois flauta doce, era uma alegria para ela, chegava a ser bagunceira na aula de música em contraste com seu jeito comportado e nada espontâneo na escola convencional, muita facilidade para entender cada linguagem da música, adorava apresentações, competições e concursos, a adrenalina de mostrar a sua arte fazia seus olhos brilharem. houveram gincanas musicais muito alegres e dinâmicas e aos 11 anos se viu como única criança em um grupo profissional em uma adaptação de Bolero de Ravel com flautas doce, também viajou pelo Brasil com apenas 15 anos com o quarteto de Flautas doce Sopra quatro.

Vamos comentar um detalhe da vida humana, há bastante livre arbítrio, porem como se fosse um jogo você deve cumprir os chec points pelo caminho, coisas muito importantes como sua profissão sendo formada, seu Dom encontrando mercado para ser vivido em sua vida, e mais importante que todas as coisas são os encontros de almas, amigos que convivem em várias vidas, versões e realidades paralelas com você... pessoas importantes mesmo, precisam estar lá na hora que tem que estar, sendo família de sangue, ou de amigos, o maior destino é que em alguma sincronicidade vocês devem se encontrar e conviver o suficiente que planejaram anteriormente. Sandra conviveu e brincou bastante com seus dois primos  mais chegados, brincadeiras com a vizinha marcaram profundamente também, são amizades sempre profundas e eternas que já estão escritas em seu destino.
Viver é se encontrar e encontrar pessoas... simples assim, coisas como fama, dinheiro, o nome do curso, o caminho exato do encontro não importa, e sim as pessoas com quem cruza e compartilha seus dons nesta troca de energias em pleno autoconhecimento.
Já disse sobre a importância do abraço?!  Pois é ... são muito importantes sim , assim como os encontros com as almas certas de seu plano de alma.

Neste ponto de sua adolescência este quarteto com 3 amigas e 1 amigo foi o momento perfeito e sincrônico nas 4 vidas, mostrando sua arte, ensinando, vivenciando viagens, se divertindo, participando de concurso em outro estado, viajando com uma peça teatral com o coral da Usp (coralusp). Vivências mágicas onde todos iam se lembrando, vivenciando e sendo quem realmente eram, em comunhão com os amigos de alma e vivências em tantas opções de realidade.
Porem quando as coisas acabam é simplesmente por que tem que ser, e só voltam quando tem que voltar. Quando os momentos mudam isso não significa falta de amor, e sim mudanças de fases, então Sandra conheceu rapazes, namorou um pouco... Até que disse bem claro e ouvimos perfeitamente:
- Não quero mais trocar de namorado, investir tudo e quebrar a cara com a pessoa errada... Isso é cansativo, quero encontrar a pessoa certa de vez! 
Ela disse isso bem nítido em voz alta ao sair da escola de música, então nós e o Anjo da Guarda oficial (Parte dela mesma) só podíamos atender, e nesta mesma escola de música vimos ela decidindo paquerar o cara mais bonito  que encontrasse por lá, então ela encontrou a pessoa certa, ficamos bem contentes com a pouca resistência dela para nossos sussurros em seu ouvido, pois Marcos era muito tímido, então ela pedia borracha, perguntava as horas, assim seguindo um impulso, nem pensava e apenas ia.
Sabe, é bem fácil assessorar pessoas assim abertas, e Sandra era assim, continuava pura sem muitos tem quês, nem traumas, seguia o conceito positivista do seu livro favorito Pollyana e seu jogo do contente onde tudo tem um lado positivo, uma menina alegre e sem malicia, muitos diriam que só podia quebrar a cara, se dar mal na vida encontrando as pessoas erradas, mas muito pelo contrário... A sua pureza a protegia, simplesmente porque ao estar puro e aberto as pessoas ganham assessoria integral de seus anjos e mentores, simples assim, confia e será protegido, com medo  e malícia você ficará parado sem proteção de sua própria intuição que lhe diria com facilidade cada caminho e decisão que seguir, com medo você não consegue deixar fluir sua vida com deve ser... apenas a confiança e a pureza podem te proteger dos acasos indesejáveis e te levar com facilidade e fluidez para o caminho perfeito e com menos resistência.
Sandra convidou Marcos para o sarau do quarteto Sopra Quatro e no dia seguinte ele em vez de pedi-la em namoro , a pediu em casamento... afinal ele também estava ouvindo o caminho mais simples de seu coração, afinal, ele era Aulos, lá da nave e do treinamento onde combinaram se encontrar e ficar juntos na maioria das vidas aqui pelo planeta Terra, se sentiam bem um ao lado do outro, uma sensação de aconchego e de lar que ia se intensificando a cada encontro , a cada conversa.
Sandra jamais havia pensado em casar talvez por acompanhar a separação dos seus pais quando tinha 12 anos, e todo o trauma que isso gerava, se sentia culpada, fazia orações para voltar a unir o casal, teve problemas com sua memória em uma fuga psicológica da realidade que também serviu para chamar atenção, mas quando é para ser, quando é para acabar as coisas apenas acabam. Hoje adulta consegue entender tudo que sentiu, inclusive há uma consciência que a sensação de abandono que sentiu foi o que deu início às primeiras crises de bronquite logo após à separação.
Doenças são desconexões com o seu fluxo da vida, você é sempre perfeito, mas elas servem de dicas para mostrar o motivo real que seu corpo está gritando, Sandra se lembra até de ter desejado certo dia também ter bronquite assim como vários familiares seus, para provar como era fácil de se curar, rsrs. E, até agora, mesmo sabendo que é verdade, que realmente pode se curar, o véu que a separa de seu real poder de cura não permitiu se curar 100% desta doença, mesmo porque a sensação de abandono às vezes volta, como um momento de se sentir uma vítima abandonada num mundo cruel, asfixiada ou de ter raiva de si mesma por ainda apresentar essa doença.
Não há nenhuma vergonha em ter essas fragilidades humanas, há sim grande orgulho por ter coragem de investigar e admitir, a princípio como se fossem seus poderes, mas depois aceitando , olhando com amor, aprendendo a conviver com os probleminhas e doenças, para depois de tudo esclarecido, aprendido, e acalmado, finalmente você consegue a cura.
Para entender seu poder de cura você precisa primeiramente entender e aceitar seu poder de cocriação de tudo ao seu redor, por mais que haja uma tendencia genética ou até a possibilidade em seu plano de alma, quem cria e escolhe realmente viver aquilo é você... tanto antes , quanto depois. Assim admitindo sua grande participação em tudo você para de culpar o externo e se conhecer entendendo tudo o que a situação lhe quis mostrar, você aceita, convive, liberta e pode enfim se curar, pois entendeu que possui participação direta na doença e na cura também... o equilíbrio volta, assim sem forçar, pois tudo é regido pelo nosso Pai Criador de Tudo o que é, então confiar e agradecer as graças do Pai assim da forma que vierem é a receita com mais êxito.

Bom vamos deixar os probleminhas para trás, afinal a vida humana  é feita para isso: Vivenciar sombras para encontrar e entender profundamente a luz. 
E assim, sem ter guardado realmente traumas com separação de seus pais, Sandra apenas sentia que aquele rapaz lhe trazia paz, que um vazio em seu peito era preenchido por sua presença, calma, doce e protetora.
Marcos em sua versão Aulos sempre foi assim protetor e construía coisas para o conforto e solução de todos, detalhes fortes de sua personalidade são levados para essa vida fragmentada humana, como confiança, coragem, determinação e ele tinha todas de sobra.
Sandra resolveu compartilhar a letra de uma de suas composições que retrata o que sentiu quando conheceu seu amor:

QUANDO VOCÊ SURGIU, UMA ONDA FORTE SAIU DO MAR, MISTERIOSO E INFINITO, PARECIA NORMAL MAS ENQUANTO CHEGAVA , SE TORNAVA MAIS DOCE , MAIS LÍMPIDO FICAVA
SUA BRISA SUAVE , ENVOLVEU MINHA ATENÇÃO , O MEU CORAÇÃO TÃO AMARGO, FOI CONQUISTADO , INVADIDO COM A DELICADEZA DESTE AMOR
LINDA INVASÃO , ME ENVOLVEU EM SUAS ÁGUAS, DOCES, CALMAS FORTE E SEGURA
QUANDO VOCÊ SURGIU.

Outros detalhes desta mesma época, pouco antes nossa Yambar já havia encontrado seu livro que usa de manual espiritual até hoje, chamado Alquimia Interior (de Zulma Reyo). Lembro como se fosse hoje rsrs afinal é hoje mesmo já  que o tempo nem existe... mas Sandra foi intuída por nós a pegar aquele livro com a linguagem complexa para seus tenros 13 anos, mas, mesmo sendo difícil de entender , este livro foi muito bom para que ela não mergulhasse em conceitos e dogmas que mais aprisionam do que libertam as pessoas espiritualmentes.
 Yambar não planejou ficar perdida espiritualmente nesta vida, batendo cabeça por religiões que não a completavam, desde esta idade já reconhecia a natureza e ser feliz através do amor como sua verdadeira religião, assim como a arte e a música.
Além deste livro, Sandra fazia pinturas simples em papel sulfite com giz ou lapis onde extravasava toda a sua conexão com o nosso lado espiritual e a conexão com sua chama gêmea e planeta de origem, hoje entende cada um de seus desenhos, mas uma sensação de saudades imensa a fazia pintar coisas exoticas e conexão com outra dimensão, nave, etc, foi compreender seus desenhos de 15 anos (1991) apenas em 2012 quando finalmente reconheceu e sentiu novamente a conexão com sua chama gêmea, Lux de Sírius, bom, mas logo logo contarei detalhes deste momento que aconteceu logo após ela me reconhecer, foi realmente muito emocionante.

 Então vamos voltar à cronologia... mas antes Sandra vai compartilhar aqui a música triste e com muita saudade que sentia de Lux ao olhar o pôr  do sol, ela ainda não entendia de quem sentia tanta saudades, mas o sol é um portal para Sírius, assim como os olhos que desenhava em todas as suas pinturas.

Por do sol
POR VOCÊ , POR QUEM SOFRO, AURORA DE MINHA NOITE, POR QUEM CHORO A SORRIR, DESCONTROLO A EMOÇÃO, POR DO SOL, SAI DO CÉU, E ESCURECE UM LINDO VÉU, SOL SOLENE E PURO PARTE E MAL SENTE UM CORAÇÃO EM APUROS
MINHA ALMA TREME O CORAÇÃO SE ELEVA, O SOL CRUZA O HORIZONTE E ME DEIXA EM TREVAS, POR UM ABRAÇO CHORO ME ALIMENTE COM A LUZ, POR SEU CALOR IMPLORO, POR DOS OLHOS ME CONDUZ
POR DO CÉU , POR DO MAR, SINTO SAUDADE EM PLENA LUZ DO LUAR, O FRIO INVADE O VENTO CANTA, EM MEIO ÀS TREVAS DESTE MAR.
MAS LOGO ELE VIRÁ , DESPONTAR NO AMANHECER, ME DEIXO LEVAR POR UM NOVO VIVER
NADA SOU, MAS TUDO SINTO, NO HORIZONTE HÁ ALGO SUMINDO, POR DO SOL , POR DE DEUS, RÁPIDO DELÍRIO DOS SONHOS MEUS.

Saudade Braba né, e quase consciente, Sandra não quis vidência nítida nesta vida por vários motivos, mas a arte sempre revelou a ela muitas coisas, e eu sempre lá como mentor e inspirador artístico, adorei este cargo, ainda mais estando sempre perto de minha Luan, é uma aventura bem prazerosa acompanhar nossa amiga Yambar nesta jornada incrível chamada vida.

Bem, encontrando o Marcos/Aulos esta saudade amenizou um pouco, mesmo porque Lux se aproximava ora por outra representado pelo próprio Aulos, assim como Gotija mata sempre a saudade dele sendo representada por Yambar... afinal somos um, e se conectar assim não é nada complexo para mentes acima da 5a dimensão.

Somos um só  ser,  hoje Sandra presenciou, mesmo sem ver, uma reunião  de seres em dimensões e funções diferentes, representantes de Deus em estados diferentes do Ser na Terra, no orbe planetario, espiritual e multidimensional e cada um tem seu papel.. Sandra confirmou conhecer o seu  propósito que é  mostrar a simplicidade da conexão com o divino através da arte e coisas simples como até  uma criança dominaria com facilidade... simplicidade, pureza e apenas buscar a felicidade e o seu caminho brilhando à  sua frente..
Apenas se conhecer no percurso  desta sua vida é o que importa... Ser quem você  veio ser.

Voltando à  nossa historia cronológica,  Sandra acabara de reencontrar sua alma gêmea  mais compatível  nesta e em tantas outras vidas suas em outros momentos do aqui e agora (outras vidas e realidades paralelas). A sensação  de conforto... O Abraço... aiai o abraço... eu já disse que...?  Bom já  disse sim!
Em um desses abraços  Sandra se sentiu flutuando junto com ele pelo espaço  aberto estrelado do universo, conversavam com algumas frases, mas nada se compararia ao que sentiam, a leveza de apenas ser... unificados  ao universo,  ao Todo, relembrando algo mágico, flutuante, leve e indescritível.
Em outro abraço  se sentiam envoltos a uma energia rosa do mais puro amor... com a mesma linda sensação de leveza e paz.

Marcos compareceu ao concurso de flauta doce que Sandra venceu e o ursinho (Pepush) que  ela ganhou de presente dele fez história  e carrega sua medalha pendurada até hoje.
Há uma bela foto eternizada deste concurso onde podemos ver duas fases de uma vida... o antes com o quarteto de flautas por perto e a professora... e a fase que se seguiria... era o casal que criaria uma familia e uma historia juntos.
Noutro momento Sandra ia se apresentar no teatro Masp como vencedora deste concurso.. Marcos sonhou, como que se preparando para não ficar bravo com ela, sonhou que ele próprio se apresentava e não teve tempo para dar atenção à  sua namorada por lá... 
Então Sandra se apresentou na vida real e também não teve tempo para lhe dar atenção... mas tudo ficou bem tranquilo, já que o sonho o preparou... 
Nos comunicamos muito com vocês através de sonhos, palavras de amigos, letras de música,  dicas de estranhos, placas na rua, etc... até  os sonhos que nem são lembrados sempre ajudam, fica em sua mente um insight, uma ideia no ar.

Olhando de longe parece tão simples, mas aqui na dualidade deste planeta o desafio é  estar bem e buscar a felicidade apesar dos contratempos e incertezas criados na novela humana que cada um cria e vive ao seu redor. 
Notem um detalhe de como realmente criam sua realidade:
Sandra desejou experimentar ter a bronquite para mostrar que se curava dela... e assim a conquistou, resolveu parar de trocar de namorado e assim aconteceu, encontrou o cara certo, este também  desejou um amor mais verdadeiro, uma compania real e seguindo um impulso pediu Sandra em casamento e não em namoro, e, enquanto namorava Sandra se preocupava em não engravidar, também para que não  atrapalhasse a escola... mas chegando ao fim do ano, do 3o colegial, simplesmente pensou... se por acaso eu engravidasse agora não  atrapalharia meus estudos... não deu outra... foi o que aconteceu. Engravidou no fim do ano de 1993.
Muitos pensamentos e desejos se tornam decretos e criam os enredos da vida. Quanto mais conectados com seus planos e propósitos, mais fluirá  felicidade em suas realizações.
Mesmo com ela começando a tomar a pirula anticonsepcional percebemos essa brecha, até reparamos na situação uma urgência, antes que a pirula fizesse efeito de verdade.. 
E o plano de alma ali se traçando e entrelaçando naturalmente em seus destinos... que o casal devia se unir o quanto antes, afinal moravam longe e havia alguém muito interessado em encarnar pela Terra... era a hora certa de reunir de vez os dois.. então a gravidez foi a resposta...Que venha o três. 

Numa tarde  romântica  as energias e biologias se uniram e mais uma alma gêmea  se unia ao jovem casal neste enredo na Terra, Almyo que sempre fora apaixonado por música escolheu este casal musical... Sandra conseguiu ver muita magia em sua concepção... apesar do medo social e até  pânico em sua familia por ser muito nova, não ter vida estável,  conhecia Marcos a 2 anos, mas ninguém apostaria que daria certo... casar com um rapaz de origem bem humilde, músico e cabeludo rsrs. Mas quando estavam juntos estas dúvidas desapareciam completamente, tudo estava maravilhosamente bem.
Casaram, o grupo de flautas.. quarteto sopra quatro que já  estava parando antes, foi acabando suas atividades sincronicamente.
E o bebê  nasceu em maio... chamaram Almyo de Gabriel... apesar de terem sorteado juntos em letras de uma lousa de brinquedo várias letras e surgiu-lhes o seguinte nome: Almyo Zigst (chama gemea de Almyo)
Confiram a musica de Sandra sobre a concepção  e o nascimento de Gabriel. 

Brisa Doce ... suavisa o céu 
Beija plantas, amacia o solo
Tudo levita com a brisa do mar
E tudo vive com a força  do Sol
A cachoeira cai, e a cada gota uma melodia, a cada gota um novo arco iris uma nova vida, um eterno amor.
Mar na luz, som no mar, flauta doce a embalar
se preparem vai chegar uma vida para amar
O vento sopra , as folhas voam, está  chegando um lindo bebê  chorando de emoção,  ao ver e ouvir a sinfonia da vida.
Ele nasceu de um arco iris , na cachoeira do amor ao som da brisa doce do mar com seu coro de estrelas... Brisa doce hummmm

O casal, pais de primeira viajem, vivia de uma forma leve, nada causava brigas, sempre o bom humor e a leveza do casal com seu filho, moravam em uma COHAB (conjunto  habitacional) numa cidade bem humilde e afastados de seus pais, mas para Sandra tudo sempre está bem, a alegria reinava nas coisas simples como vender chocolate para os vizinhos  pela janela, brincar com seu bebê  e ver filmes juntos na sala.
Marcos tocava fora... em lugares  distantes em SP.. Sandra e Gabriel ficavam bastante tempo sozinhos... mas ela gostava , se sentia  estranhamente muito bem acompanhada...
Ela ainda não fazia ideia, mas eu (Alum), minha chama Lúan e a chama de Yambar- Lux de Sirius  sempre estavamos por perto, cantando,  dancando e rindo juntos com ela.
E inspirando ela a compôr tambem, confiram mundo Louco e Leve Leve (que retrata a leveza e simplicidade do amor deste casal de almas gêmeas )


Músicas de Sandra Masan:

16. Mundo louco   https://youtu.be/la_KaXlzwro

Neste mundo louco nos falta um tempo nos falta uma força  sentir a natureza
O mar sereno e o sol  ilustram gaivotas   preenchem espaços em nosso ser

Lindas as flores estão a desabrochar  nos corações em todo o ar
Lenda canção pulmão razão   a natureza em harmonia

Sinta bem a terra  Abrace o Sol descanse no ar  nas águas do mar
A natureza mostra ensina a viver  Com capacidade de renascer

Os animais a brisa no ar  quanta emoção pareço voar 
Todas as plantas ao sabor do luar folhas ao vento momento de amar

Lindas as flores estão a desabrochar  nos corações em todo o ar
LInda canção pulmão razão   a natureza em harmonia


12. Leve leve

Leve leve, um beijo um sussurro  Sinto e ouço um vento no ar 
Vejo ao lonje um amor profundo   um sentimento belo e infinito

Como o céu, como o mar   como a gaivota a voar
Como a lua, as estrelas,   a terra e o ar

Deixo tudo, largo tudo, corro fundo, pro seu mundo,   sussurro e canto
 Deixo tudo, largo tudo, corro fundo, pro seu mundo,   sussurro e canto
                    Da capo

Leve leve, voa no amor   abraça, aperta, sente o calor
Calor da alma que ama com paixão,   leve leve, voa no amor  2x
Leve leve, voa no amor 3x

Confiram o clipe dela: 


FASES DA VIDA


Assim como em todos os lares, esta familia também passou por fases na vida... Sandra ficava em casa cuidando do filho e cantando... por gostar mesmo, seu talento de musicista era raramente usado com o saxofone, começava a treinar canto e compunha, pois seu sonho de cantar na tv e ser como a cantora Simoni nunca havia morrido... apenas ficou adormecido. esperando o momento certo... assim como suas composições que ainda esperariam bastante tempo para enfim começar a serem gravadas... isso não era nenhum problema, eram apenas fases.
Sandra ainda precisaria vencer sua timidez... não de cantar em publico, mas sim de falar espontaneamente com o público... a vida é  uma jornada, o caminho em direção aos sonhos é  o que carrega toda a graça  desta experiência terrena, cheia de dúvidas, sensações  de altos e baixos, insegurancas, euforias e tristezas... Um dom nem sempre vem claro e facilitado... o dom de comunicação de Sandra veio com bastante bloqueios rsrs , mas hoje ela já  conhece este seu dom e o domina cada vez mais o seu dom de falar com o público.
Sandra estava bem com isso, tranquila respeitando as fases de sua vida, se sentia protegida simplesmente por não se preocupar e apenas confiar... 

Tudo sempre está  bem!! Mal sabia ela que esta frase vinha sempre sussurada em seu ouvido por sua Chama gêmea e imediatamente aquecia seu coração.. assim do nada... como em um abraço com algo invisível, mas muito amoroso!

A fase de vida em que estava agora era construir e dar a luz à  sua familia, ao seu lar.

Quando Gabriel tinha 2 aninhos se mudaram  para a casinha embaixo da sogra (mãe de Marcos). Um pouco mais próximo  da familia... e da civilização.

Sandra transformou uma pequena inimizade com sua Sogrinha em uma boa e sincera amizade. Mostrando que trauminhas de outras vidas que tiveram juntas tinham ficado para trás. Seu segredo sempre foi ser transparente e falar a verdade do que sentia... Sem vergonha de parecer fragil, de chorar, parecer infantil ou boba... sua pureza sempre a protegeu e tudo se resolveu!

Nesta fase Sandra comecou a ser mais chamada para tocar saxofone e...  até  para cantar. 

Foi nesta época  que Sandra me conheceu, nunca ouviu falar de mentores espitituais... mas quando se sentia sozinha e sem amigos, conversava bastante comigo, muitas vezes no trem indo ao hospital fazer exames de rotina e monitoramento  do DIU (dispositivo  intra uterino para prevenir filhos por isso seus filhos possuem 7 anos de diferença de idade). 

Lembramos sempre de um momento tenso, quando Sandra  estava com uns caroços  no  seio, ficou preocupada com nódulos, marcaram mamografia, mas ela errou o dia... conversou muito com uma senhora por lá, na fila do sistema público...e quando se deu conta que perdeu a viajem e continuaria sem diagnóstico ficou desolada chorando no banco ao ar livre, com medo de estar com um problema sério, então  foi em meio aos seus soluços que eu surgi com mais força e sussurrei em seu ouvido bem  nítido: 
- Você  só  veio para conversar com aquela senhora, era um encontro importante,  você não tem nada, relaxa... Sandra me ouviu tão nitidamente e começou a rir, sentindo um aconchego no fundo  do Coração que lhe confirmava que esta era a grande verdade, nunca mais remarcou este exame, e sua displasia mamária  também  sumiu com o tempo. 
Neste momento ela começou a confiar em algo mais:  Em sua intuição e ...em mim... me chamava de Ricardo e tínhamos  conversas bem divertidas de dentro de sua mente.
Para a senhora no hospital, Sandra foi um anjo, mas o marco em sua própria vida foi começar  a acreditar em sua intuição  e em mim.

Gabriel já  começara com dons musicais aos 5 anos tocando as notas da música tema do filme jurassic park, uma semana depois de verem o filme no cinema tocou para a sua mãe, que obviamente duvidou que a melodia estava correta... mas que memória o menino possuia! Como podia lembrar e ainda acertar a música no piano?... foi incrivel e Sandra começou a ensinar outras músicas para ele que aprendia com muita facilidade!

Juntaram uma poupança por mais de um ano e  compraram um terreno para construir uma casa... e Marcos foi realizando um grande dom dele em tantas vidas...  a construção... Fizeram sua linda casa bem do seu gosto, se mudaram..  e foram crescendo na vida... planejando agora seu segundo  filho... afinal Sandra sempre sentia que ainda  faltava alguém 

Uma nova vida, mais um eterno amor!!

Então  desta vez planejaram direitinho e a gravidez foi bem tranquila, uma sensação  de que agora sim viria quem faltava.
Sandra ouviu um nome  que lhe sussurramos no ouvido quando ainda estava sonolenta
Aryan ... contou a todos que ouviu o nome de seu bebê e que já  poderia parar de chama-lo de Zezinho... mas poucos gostaram  deste nome, então  Sandra teve uma ideia, só  inverteu uma letrinha, e todos adoraram o novo nome ... Rayan nasceu um bebê  forte, rechonchudo, chamavam muito ele de zivudigudi ... u nê... nomes fofos que combinavam com a paz que Aryan carregava e transbordava para toda a família... 
Para quem não  lembra este foi o ser que se originou naquele abraço tão  belo e puro de amor do inicio deste livro... na Despedida!
Como o tempo é  tão  relativo desde que chegou ao projeto Terra ele já  era um ser maduro e cheio de vivências ... se cruzaram pelos caminhos antes mesmo de começarem a conviver na Terra nas vidas com o tempo linear assim como vocês a conhecem.

Grávida de Rayan Sandra deu bastante aulas de música  pelo bairro, juntando os amiguinhos de Gabriel para aprender música, se apresentar e até  teatro fizeram... Gabriel já  até  começava a compor e se apresentava com os amigos como se fossem uma banda mesmo....nas festas de aniversario.
Quando Rayan  chegou este clima de família completa permanecia no ar,  uma paz, leveza e alegria... Estávamos lá  diariamente curtindo a musicalidade desta família incrível....dando ideias, causando ainda mais crises de risos e diversão... 

O momento da dupla Masan se tornar uma necessidade estava chegando então o universo providenciou para que o Marcos fosse despedido da sua banda que tocava estavelmente a anos, também providenciamos para que a banda de Reggae não desse certo, era hora da família Masan nascer com mais força, pois o último integrante já estava por lá, mesmo Rayan sendo ainda um bebê, era isso que as energias do universo estipulavam, começar do zero não é nada fácil !!
Precisavam começar, então ligaram para um restaurante como se tivessem sido contratados por alguém e lá foram tocar... Puxa a pessoa contratante acabou não vindo!!  rsrs, mas tocaram e cantaram, e assim fecharam alguns fins de semana neste restaurante, depois um outro, que pagava muito mal, mas foram assim se divulgando de boca a boca, começando com preços bem baixos até criar uma pequena clientela.

A família mais completa diminuiu um pouco quando os pais do Marcos partiram com apenas uma semana de diferença  apesar de serem separados... Mas reparem na intuição da Mãe. Aparecida sismou de fazer um tal de seguro caixão,mesmo ao contragosto dos filhos lhe dizendo que era bobagem  Cida teimou em seguir sua intuição... ou como vejo daqui... seguiu dicas de seus mentores e anjos....ok já  pagava a um tempo este tal seguro... quando do nada, participando de um bingo ela ouviu seu mentor lhe sussurrando bem nítido: Prepare seus filhos, pois eles ficarão  órfãos  de pai e mãe  neste ano ainda...
Mais uma vez ninguém a acreditou e em certo dia passou mal e em poucas horas partiu para o outro lado... deixou seu corpo com bastante facilidade até... Marcos não acreditava muito bem, mas até  que se manteve centrado... resolveu não contar para seu pai que sua mãe  morreu, pois este estava internado com umas complicações do tratamento de câncer que o importunava a um tempo... e exatamente uma semana depois seu pai também faleceu... este um pouco mais resistente na passagem, muitos homens são bem apegados aos seus corpos, como se só existisse isso... e resistem ao momento de partir, que apenas é  uma frequência, a hora certa não é  uma data exata, mas um ponto frequencial.
Marcos e toda a família ficaram pasmos ao ver que o seguro que sua mãe  pagava foi tão  providencial e exato para cobrir as despesas dos dois funerais, nem um centavo a mais nem a menos, e a intuição de Cida preparou e deu assistência para seus filhos... bem interessante.
Outro detalhe que mostra que mesmo separados este casal possuía grande conexão  alem de morrerem tão  próximos na data , mesmo sem saber um do outro, também foram enterrados muito próximos, a poucos metros de distância um do outro, apesar do local humilde e enorme não ter opção nenhuma de escolha... 
Nada é  coincidência, contamos estes casos que chamam atenção , mas se você notar em sua vida muitos casos de grande sincronicidade e coincidências absurdas os acompanham... e teimam em dizer que foi apenas um acaso.

O acaso não  existe, tudo tem conexão e grande planejamento das sincronicidades do universo...a vida é  como uma imensa tapeçaria entrelaçando muitos fios e vidas, não há ponto sem nó, tudo é  perfeito assim como é. Para entender a tapeçaria e toda a sua beleza de cores, é  necessário afastar seu ponto de vista através de sua consciência, e só  assim terá  uma noção  de tantos porquês  e planejamentos divinos.
Hoje mesmo Sandra me perguntou se ela que cria a situação através de sua vibração, como ouvir uma frase grosseira ou uma frase de apoio e de carinho, ou no fundo há  frases e sensações que devem ser ouvidas, sentidas e tudo levará  a ela, como num destino do que você deve viver para aprender algo.
Sabem qual foi a resposta?! As duas...se trata de uma dicotomia divina e sincrônica com seu plano de alma, você vibra porque tem que vibrar, atrai porque precisa aprender, e ao mesmo tempo o outro lado que te magoa ou te apoia quase não consegue se desviar do destino de te comunicar algo, a pessoa vira uma ferramenta que te levará ao aprendizado e momento frequencial que seu eu superior desejam e até  planejaram previamente.
Como quando imaginou  a bronquite, ou sua primeira gravidez....criou o que foi impulsionada a criar....logo veremos mais exemplos disto.
Tem até  conselhos péssimos de seres espirituais para que a pessoa cumpra determinados propósitos... como mentiras e mal entendidos bobos que afastam pessoas no momento exato em que devem estar separadas. 

Vamos voltar ao zivudigudi... realmente uma criança  bem harmônica na família.
Sandra escolheu curtir um filho de cada vez para não rolar muito ciúmes confusos entre irmãos, uma sensação de amplitude na diferença de 7 anos de idade dos dois, como uma riqueza de fases e de cores, um bebê e outro formando uma suposta banda musical, com suas composições, também brincando de futebol na rua, sim isso ainda existia, a internet não era tão febre assim.
bom vou passar a narração para Sandra:
Estive meditando sobre esta harmonia que uma criança traz com sua luz e admirando isto com exemplo no Rayan, estamos aqui sozinhos lado a lado, ambos escrevendo num dia chuvoso e uma harmonia paira no ar, aquela harmonia da presença de uma pessoa, com uma energia que te lembra lar e aconchego, desde que nasceu até agora com 18 anos sempre admirei esta paz, esta cumplicidade, podemos estar em silêncio, ou abordar qualquer assunto que a sintonia das nossas energias parece se entender como em uma conversa sem palavras, uma conexão de energias mesmo.
Ninguem é mais especial do que ninguém, mas em questão de trazer harmonia e esta sensação de completude este jovem é fera.
Todos sentem, mesmo sem verbalizar nem entender conscientemente todos sentem a especialidade de uma pessoa, já desde bebê ...e nele sinto isto... completar, harmonizar, completou a família, me completa ajudando a compor minhas músicas, cantando, tocando e fazendo arranjos no piano, nota com facilidade sentimentos e faltas e sempre está disposto a colaborar, sinto que sua musica, suas composições no piano harmonizam e transmutam energias no ambiente, na casa, e quando danço e direciono potencializo e harmonizo círculos maiores de lugares e pessoas, até por todo o planeta... sim ele me completa, e estou aqui lhes contando e agradecendo tanto amor e companheirismo, que me faz lembrar o lar, onde sabemos que só o Amor é real, e que o abraço é nosso habito mais importante.
Acabei de ler pra ele este texto... claro que chorei e a gente se abraçou, momentos únicos  como esses nem covid pode separar

Bom vou direto a um ponto chave da história de minha família, um marco divisor de águas e pontos de vista.. Assim como Alum nos contou há certas energias e frequências que são praticamente inevitáveis , como num plano de alma previamente traçado por você mesmo, você atrai em seus próprios pensamentos e energias para que aquela situação e frequencia ocorra, para todos viverem algum aprendizado, transformação, ou apenas para viver as cores mais intensas da vida, então estava eu em momentos fluidos, família completa, casa bonita com um piano de calda, carreira de música em família começando a fluir cada vez mais, onde até Gabriel já se apresentava tocando piano no shopping junto com seu pai, cantava junto com a banda fazendo vocais, participando das festas que eram nosso principal ganha pão. Eu e Marcos andávamos planejando ter um sítio bonito como alguns lugares onde tocávamos, construir neste sítio em meio à natureza um salão de festas e então morar e tocar em eventos neste local, era um sonho relativamente distante, mas... O destino quis adiantar as coisas então algo negativo começou a chamar minha atenção:
Passei alguns dias revoltada com a violência, com o erro no sistema de punição, com tanta mentira e manipulação do sistema, comentava que deviam se empenhar mais em criar uma ótima máquina da verdade, que a maioria da burocracia para pôr as coisas no lugar e não julgar injustamente nem absolver com irresponsabilidade iria dar lugar a uma solução mais rápida e mais precisa. Inclusive mentiras políticas também se resolveriam facilmente... Para mim a Verdade é uma lei enorme, não consigo compreender bem como as pessoas vivem com tantas mentiras... mentem até para si próprias.
Então estava eu assim focada em violências e coisas negativas que via em notícias quando uma mentira sobre minha família se espalhou pelo bairro, algo que eu nem imaginaria então fui conversar com a colega que espalhou a notícia, calmamente para mostrar como seria impossível o que falara de nós, mal deu tempo de me expressar e elucidar com toda a minha lógica de consciência... quando a irmã, mais violenta apareceu e realmente aparentou que ia me bater. 
Nossa! Eu senti nitidamente um anjo me segurando para que eu não fizesse mais nenhum movimento sequer, nem mexesse a boca, foi como se o mesmo anjo que me segurava segurasse o braço dela para não me agredir, hoje eu sei que isto é a mais pura verdade, não foi uma simples sensação, realmente haviam anjos regendo aquele momento, o tempo pareceu parar ali, sabem aquelas cenas em câmera lenta que vivemos com tanta riqueza de detalhes?! Pois é!
Então quando outras pessoas passaram por lá a energia de possível violência se dissipou e saí dali ilesa.
Confesso que muito triste por não conseguir mostrar uma verdade tão simples a uma pessoa que eu encarava como amiga, foi muito estranho, mas tive que conviver com esta mentira por um bom tempo, afinal eu vibrei exatamente esta frequência, pois meu personagem queria sentir na pele o que era essa tal injustiça. Mas não bastando eu vibrei também violência... não querendo agora me culpar, mas sim observar que naturalmente atraímos energias porque realmente algo nos leva a atrair determinadas situações.
Então algumas horas depois, uma galera bandida e oportunista que a colega conhecia apareceu chutando nosso portão e jogando pedras em nossos cachorros, agora o objetivo já era apenas agredir e roubar, guardamos nossos cães e isto fez com que eles arrombasse de vez o portão. 
Então chamei a polícia para nos proteger, e, em um momento onde meu marido defendia a porta eu fui um pouco lá fora e um pé de cama de madeira voou raspando pela minha orelha, sabe aquele momento sem lógica, só depois de anos descobrimos a mentira sobre a mentira que foi contada para estes bandidos agirem com tanta violência. Foi um verdadeiro efeito de turba onde as pessoas atacam seguindo alguém que ataca, sem nem sequer saberem o motivo ilógico do ataque.
Nesta hora pensei ... Eu não quero mais morar nesta casa! E quando a polícia chegou para nos proteger disseram pra pegar o que mais importava e sair dali, então fomos em nosso carro mesmo, com nossos cachorros empilhados conosco, peguei minhas flautas doce, Gabriel pegou o vídeo game que acabara de comprar com seu próprio cachê de músico... e fomos... 
Estou aqui lembrando da sensação maravilhosa que foi chegar na casa de meu cunhado , em outro bairro, era noite e ele não estava em casa ainda,  havia uma brisa fresca no ar, então ficamos lá na calçada, os cachorros corriam reconhecendo o espaço enquanto me senti profundamente grata, uma energia incrível me tomou e senti... que ali... naquelas pessoas estando bem estava meu LAR, o Lar fica no coração, o lar é ser, é pertencer, é Amar, não importava nem um pouco a casa que obviamente seria saqueada... Estávamos lá... e muito bem, nos abraçamos sentindo este lar nos unindo em amor, não importava estarmos ainda na calçada, tudo estava perfeito, estávamos juntos sentindo a perfeição do Amor da Fonte.
Como eu sentiria toda esta profundidade se nadinha estivesse acontecendo?! Como a gente abandonaria aquela casa que construímos com nossas mãos, a qual tinha tantas histórias, se não fôssemos praticamente expulsos do bairro...
Agradeço profundamente a colega confusa e mentirosa, por me abrir um mar de possibilidades novas ao sair daquela casa, onde tudo já havia sido conquistado, e fomos rumo ao desconhecido.
Hoje estou aqui nesta casa enorme, chamamos de Mansão flor de lótus, realmente em meio à natureza, com um belo salão de festas, onde abrilhantamos as festas com nossa música e talento em família... E tudo isso graças a um boato que logo se tornou piada por aquele bairro, mas que fez a gente se desapegar daquela casa que construímos com tanto carinho e livres contruimos a nossa mansão onde nela tenho muitos projetos espiritualizados de encontros e shows com minhas músicas.

Construindo novos caminhos

Teve um desenho bem escuro que me lembra aqui no meio da natureza de noite, curiosamente foi trocado com a colega que foi a ferramenta de toda esta mudança, copiei o quadro e finalizei-o bem na véspera do incidente, ele para mim simboliza todo este desconhecido lugar (até aquele momento) onde fui parar.


Passamos apenas uma noite na casa do cunhado e fomos morar no apartamento da minha mãe, outra situação que desejei e atraí, tenho até gravado e documentado uma poesia e música que fiz para ela no mesmo ano, mostrando o desejo de conviver mais e morarmos perto uma da outra, eu dizia que nos meus maiores sonhos é você que está lá, te amo.. te amo, então meu desejo de conviver com mamãe se cumpriu, mesmos não sendo tão mar de rosas, pois conviver com mãe na mesma casa depois de 12 anos de independência não é tão facinho assim, é realmente desafiador!
E assim foi, Rayan com 4 anos  e Gabriel com 12, escolas novas, colegas novos, mas desafios como todos passam. 
O sonho de construir o sítio foi crescendo e assim foram construindo, batalhando por cada trabalho pensando na verba para construir um grande espaço  para eventos como casamentos... Assim como imaginaram em meio à  natureza, o espaço  que Sandra tanto ama hoje em dia, meditar, curtir a natureza e também ganham com eventos.
 

Voltando ao Romance Estelar 

Voltando ao romance Estelar de onde todos nós nos observamos e nem saímos de lá para viver tantos e tantos personagens na vida dual da matéria... Lá  estamos todos nós a observar vidas e mais vidas. Já contamos por aqui a despedida de Yambar e Lux como Mônada,  mas esta não é  a única combinação  de seres que se despediram no decorrer dessas histórias entre dimensões.
Inspirada por nós e sua consciência superior Sandra sentiu um grupo maior com um elo especial, um grupo formado por 3 Mônadas. Na sensação  de união com este grupo em um só  ser não  se sente carência de nada, o ego quase se dissolve, uma sensação gostosa de amor e plenitude, nenhuma necessidade se sente, mas aqui na terra um imã Energético sempre une estas almas de uma forma suave, pois a meta deste grupo é  vivenciar seus egos de forma separada, como três rios que correm em paralelo mas não devem misturar demais suas águas, apenas no fim desta história que vieram viver, no final simplesmente se dão as mãos com consciência de terem se encontrado como almas gêmeas que são, mas com um Q especial, quase uma chama gêmea.
Este imã começou a atuar quando Arian chegou à  familia e  
uma busca incessante de Sandra por amigos que sentissem o mundo espiritual como ela, havia mais um ser que ainda não encontrara nesta vida, este ser com grande relevância em suas histórias em diversas vidas estava prestes a aparecer e revelar muitas coisas sobre quem realmente Sandra era.
Yambar e Lux , Aryan e Nalô , Niel e Maia São pertencentes deste grupo único que vamos chamar de Mônada acima,  em comum acordo resolveram fragmentar-se em dimensões menores e Viver realidades separadas, mantendo pequena distância, convivendo e se acompanhando mutuamente vida após vida.
Nesta dimensão tão alta não se imagina os sentimentos confusos que querer se unir, mas mantendo pequena distância causa num ser dual e mais denso. Muitas vezes se encontraram como família: Niel como irmão de Yambar, Aryan como filho, Maya como mãe de Yambar, mas em vidas que Yambar e Niel tentaram ser um casal não  deu certo, não era compatível, não fazia parte do plano, apesar do imã que os atraiam, os rios não podiam realmente se misturar.
Vamos tentar imaginar a cena da separação desta mônada acima que chamaremos de YAN
YAN era um ser pleno e completo com grande consciência do Todo, até que resolveu se dividir em 3 mônadas para se experimentar de formas diferentes, em uma explosão de energia e alegria se separaram. Se imaginar o tempo como pensamos Niel e Maia (NiM) apareceram simultâneo com Yambar e Lux (YaL). As duas Monadas por lá  sorriram, se abraçaram e logo foram criando experiencias diferentes inclusive se separando para ver tudo como dois ângulos. Ambas mônadas com consciência de onde sua 3a parte fora parar, viam nitidamente Aryan e Nala (AryN) como alma mais jovem no tempo, quase como se representasse o princípio filho de uma trindade pai NiM, mãe YaL e filho AryM. Com carinho visualizaram  AryM nascendo em outro momento na grade do tempo/espaço,  o famoso momento da despedida deste livro, onde em um abraço de profundo amor Yambar e Lux geraram AryM, e como elo entre o grupo quem o instruiu foi Niel, viajaram juntos por muitos planetas em sua nave, uma parceria interessante e sempre apoiadora, como um tutor Niel viveu muitas experiencias com Aryan.

Porque esta história veio à  tona?! Sandra demorou até  pra entende-la e tomar coragem de compartilhar, mas o ser humano é criativo para escrever regras e coloca-las em livros, não encarem esta visão de Sandra sobre a mônada acima como uma regra, há  tantas histórias e combinações diferentes pelo mundo assim como uma orquestra pode misturar seus instrumentos, timbres, ritmos e melodias diferentes, cada grupo de ser toca uma música ... e só  agora Sandra pode entender e ouvir a placidez da música  YAN. Não há  tensão nesta melodia, os instrumentos harmônicos se completam perfeitamente.
Logo mais  Yambar encontrará  Niel e Maya, esperem os próximos capítulos! 




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dança com as Energias

Textos - Sandra Luz

Minhas Músicas